Serviços

Avaliações

• IMÓVEIS • MÁQUINAS • EMPRESAS • MARCAS

Estamos desenvolvendo um conteúdo exclusivo sobre Avaliações, enquanto isso observe trecho da norma NBR 14653 que trata o assunto:

“Avaliação de bens: Análise técnica, realizada por Engenheiro de Avaliações, para identificar o valor de um bem, de seus custos, frutos e direitos, assim como determinar indicadores da viabilidade de sua utilização econômica, para uma determinada finalidade, situação e data

Engenheiro de avaliações: Profissional de nível superior, com habilitação legal e capacitação técnico-científica para realizar avaliações, devidamente registrado no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – CREA

Bem: Coisa que tem valor, suscetível de utilização ou que pode ser objeto de direito, que integra um patrimônio

Bem tangível: Bem identificado materialmente (ex.: imóveis, equipamentos, matérias-primas)

Bem intangível: Bem não identificado materialmente (ex.: fundo de comércio, marcas e patentes)

Benfeitoria: Resultado de obra ou serviço realizado num bem e que não pode ser retirado sem destruição, fratura ou dano”

Perícias

• DESAPROPRIAÇÕES • RENOVATÓRIO DE ALUGUEIS • CISÕES • PARTILHAS

Estamos desenvolvendo um conteúdo exclusivo sobre Perícias, enquanto isso observe trecho da norma NBR 14653 que trata o assunto:

“Perícia: Atividade técnica realizada por profissional com qualificação específica, para averiguar e esclarecer fatos, verificar o estado de um bem, apurar as causas que motivaram determinado evento, avaliar bens, seus custos, frutos ou direitos

Engenharia legal: Parte da engenharia que atua na interface técnico-legal envolvendo avaliações e toda espécie de perícias relativas a procedimentos judiciais”

Vistorias

• ENTREGA DE OBRA • RECEBIMENTO DE OBRA • CAUTELARES VIZINHANÇA • PREDIAIS E CONDOMINIAIS

Estamos desenvolvendo um conteúdo exclusivo sobre Vistorias, enquanto isso observe trecho da norma de inspeção predial do IBAPE de vizinhança do IBAPE-SP que tratam do assunto:

INSPEÇÃO PREDIAL

A observação permanente das edificações, o espaço físico de maior relevância na vida do homem urbano, tanto pelo aspecto patrimonial quanto pelas questões relacionadas à segurança e ao conforto, conduz o observador ao conceito de preservação e, consequentemente, ao tema do uso, manutenção e desempenho das edificações.

Partícipes do processo que se verifica em andamento, através do qual mudanças de caráter cultural vêm sendo consumadas, técnicos habituados a trabalhar a edificação sob os mais diversos enfoques constatam a consolidação de nova postura gerencial focada na proteção do patrimônio e do indivíduo.

A ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas disponibilizou à sociedade texto normativo voltado à Manutenção de Edificações, ABNT NBR 5674. Verifica-se, entretanto, lacuna não preenchida com esta

Norma quanto à avaliação técnica da qualidade da manutenção e sua aplicação direta na gestão patrimonial.

A Inspeção Predial é ferramenta que propicia esta avaliação sistêmica da edificação. Elaborada por profissionais habilitados e devidamente preparados, classifica não conformidades constatadas na edificação quanto a sua origem, grau de risco e indica orientações técnicas necessárias à melhoria da

Manutenção dos sistemas e elementos construtivos.

Esta norma apresenta conceitos e critérios para a realização da Inspeção Predial.

VISTORIA DE VIZINHANÇA

Constatação mediante exame circunstanciado dos imóveis localizados na área de abrangência de um canteiro de obra com o propósito de caracterizar tipologia, estado de conservação, padrão construtivo, idade estimada e eventuais anomalias e falhas, ou outras características importantes, constatadas nas edificações e demais benfeitorias.

Controle de Ativos

• IMPAIRMENT • INVENTÁRIO • CONCILIAÇÃO • TOMBAMENTO

IRP – Inventário e Reorganização Patrimonial

Este processo consiste no inventário físico, conciliação contábil, o tombamento e a avaliação dos bens tangíveis que integram o ativo imobilizado.

O trabalho é dividido em quatro etapas:

I. Levantamento e inventário cadastral dos bens, com identificação por meio de etiquetas autocolantes em numeração sequencial.

II. Preenchimento de ficha cadastral de inclusão dos dados dos bens no sistema de controle patrimonial.

III. Conciliação dos bens inventariados com as contas contábeis, gerando relatórios de bens existentes e não contabilizados, bens existentes e contabilizados e bens contabilizados e não localizados, para ajustes contábeis.

IV. Avaliação patrimonial dos bens conciliados, com a determinação do valor atual dentro das recomendações da NBR 14653 da ABNT, atendendo as instruções do CPC 27 e ICPC 10.

Inventario

Vistoria física

Consiste no processo de verificação da situação física de cada bem listado no inventário preliminar, de modo a permitir a identificação de cada item existente através da verificação da respectiva descrição técnica (descrição do bem, marca, modelo, número de série), conta, centro de custo e localização física. O produto final desta etapa será a geração de uma listagem contendo todos os itens existentes fisicamente nas dependências da empresa, separados por centro de custo.

Tombamento

Se dará por ocasião da afixação da etiqueta/plaqueta de identificação em cada bem, respeitando-se os limites da legislação tributária e a determinação de controle do proprietário dos bens.

Conciliação contábil

A partir dos relatórios de bens inventariados, serão os mesmos alocados em suas respectivas rubricas contábeis e confrontados com os bens existentes em cada uma das contas na contabilidade de cada unidade de negócio.

Avaliação

O trabalho está dividido em cinco etapas, a saber:

I. Vistoria dos bens;

II. Preenchimento de ficha de avaliação;

III. Pesquisa de valores no mercado, junto a fabricantes e distribuidores e representantes dos diversos bens, e consulta às notas fiscais de compras recentes realizadas pela empresa:

IV. Análise dos elementos coletados e cálculos avaliatórios;

V. Montagem do relatório final de avaliação.

© Valor Engenharia. Todos os direitos reservados.